Cacau em pó – Benefícios e tabela nutricional

Quase ninguém não gosta de chocolate, não é mesmo? Afinal, ele possui uma série de benefícios, além de ser delicioso. É o cacau em pó o verdadeiro responsável por tantos benefícios, como o da ação antioxidante, anti-inflamatória e anti depressiva.

O chocolate, no entanto, não é a melhor forma de se adquirir os benefícios do cacau, já que possui grandes quantidades de gorduras e açúcares. Quando consumido in natura, o cacau tem potenciais ainda maiores para a saúde, bastando incluí-lo como um achocolatado ou em receitas de sobremesas.

cacau em pó

BENEFÍCIOS DO CACAU EM PÓ

1 – PREVINE O ENVELHECIMENTO DA PELE, CABELOS E UNHAS

O cacau é um alimento rico em polifenóis, compostos responsáveis pela ação antioxidante. Eles inibem a ação dos radicais livres, que contribuem para o envelhecimento das células. Assim, o consumo regular de alimentos antioxidantes colaboram diretamente com a manutenção da força de pele, cabelo e unhas, além da capacidade de prevenção do câncer.

2 – MINIMIZA A ANSIEDADE E A DEPRESSÃO

As propriedades do cacau funcionam parecido com as dos antidepressivos, pois possui fenatilamina, um neurotransmissor que trabalha em conjunto com a serotonina na regulação do humor e da sensação de bem-estar. Não é à toa que consumir cacau e seus derivados dão uma sensação de satisfação.

3 – TRATA INFLAMAÇÕES

Os flavonoides presentes no cacau fazem com que as veias se expandam, facilitando a ação do sistema de defesa contra infecções e inflamações.

4 – PREVINE DIABETES

O cacau em pó ajuda na oxigenação sanguínea, assim todo o organismo funciona melhor. Essa ação, aumenta ligeiramente a produção de insulina, hormônio que quando em falta, ocasiona a diabetes.

5 – AJUDA NA CONCENTRAÇÃO

Além de aliviar a ansiedade, a ação vasodilatadora do cacau ajuda a oxigenar o cérebro. Na prática, isso dá vantagens para quem quer ter concentração na hora de estudar ou fazer provas. Também, a cafeína que existe no cacau em pó, garante mais atenção e energia.

6 – PROTEGE CONTRA DOENÇAS CARDIOVASCULARES

Segundo pesquisas,  10% do peso do cacau em pó é composto de flavonoides. Em outras palavras, isso o torna um grande aliado na prevenção de doenças cardiovasculares, já que a substância é capaz de regular a pressão arterial, facilitar a circulação sanguínea, bem como controlar os níveis de plaquetas – responsáveis pela coagulação do sangue.

CACAU AJUDA A EMAGRECER?

O cacau em pó ajuda a emagrecer se consumido de forma estratégica. O que acontece, é: o alimento acelera o metabolismo, por ser termogênico, fazendo com que se gaste mais energias para desempenhar funções. Mas, é importante incluí-lo na dieta com a ajuda da orientação de um nutricionista.

TABELA NUTRICIONAL

Informações nutricionais para 25g de cacau em pó.

  • Calorias: 75kcal;
  • Carboidratos: 3,7g;
  • Proteínas: 6,6g;
  • Gorduras totais: 3,8g;
  • Gorduras saturadas: 2g;
  • Sódio: 24mg;
  • Fibra alimentar: 7,3g.

Devido aos seus benefícios a saúde, entende-se porque as sementes de cacau eram utilizadas de modo terapêutico desde 1.600 a.C pelos Maias, Astecas e várias outras comunidades indígenas da América Latina. Já que muitos povos acreditavam que o alimento era capaz de aumentar a estimativa da vida e prevenir doenças cardíacas, teorias que, posteriormente, foram confirmadas pela medicina tradicional.

COMO CONSUMIR CACAU EM PÓ?

A quantidade diária recomendada de cacau a ser consumida varia de 6g a 100g. Sabe-se que a melhor forma adquirir as propriedades do cacau é com a versão em pó, sem açúcar e leite, visto que há alguns estudos que mostram que, ao misturá-lo a esses compostos, pode-se diminuir a incidência de algumas propriedades.

Se preferir consumir o cacau na forma de chocolate, o melhor a se incluir no dia a dia é a versão meio-amarga, visto que essa apresenta 53,3g de catequinas em uma porção de 100g, enquanto que o leite tem somente 15,9 na mesma quantidade.

O mesmo vale para o cacau em pó de diferentes qualidades (50%,  70% ou 100%): quanto maior for a porcentagem, melhor será a qualidade nutricional do alimento.

Leave a Reply